PEP

O PEP - Prontuário Eletrônico do Paciente - é definido como um sistema de prontuário médico padronizado e digital. Consiste em um registro eletrônico elaborado com especificidade para apoiar o usuário, oferecendo acesso prático às inúmeras informações de banco de dados, recursos de apoio à decisão, alertas e diversos outros recursos.

Além disso, o sistema é um meio físico onde fica gravado todo o histórico clínico do paciente, a implantação do Prontuário Eletrônico Digital foi implementada no Brasil no ano de 2002, época em que o Conselho Federal de Medicina (CFM) definiu suas características gerais na resolução 1639. A implantação do sistema só se tornou possível em aspecto jurídico após a criação do Certificado Digital pelo Governo Brasileiro.

Entre as principais vantagens do sistema de Prontuário Eletrônico, podem ser destacadas: otimização de recursos, rápido acesso aos problemas de saúde do paciente - tanto antigos como recentes - aprimoramento do processo de tomada de decisão, acesso ao conhecimento científico atualizado, melhor legibilidade dos dados, segurança e possibilidade de backup. Outro ponto discutido sobre o sistema é a sua funcionalidade. Quando bem implantando, o PEP pode ser utilizado por vários funcionários ao mesmo tempo e de forma remota, possibilitando ainda a edição de prontuários via Web de qualquer lugar do mundo.

O Conselho Federal de Medicina, em parceria com a Sociedade Brasileira de Informática na Saúde (SBIS), lançou a Cartilha sobre Prontuário Eletrônico – A Certificação de Sistemas de Registro Eletrônico de Saúde. Com ela, profissionais da área terão acesso a informações sobre Prontuário Eletrônico do Paciente e Registro Eletrônico de Saúde e conhecer as normas para emissão de um prontuário 100% digital com certificação digital e com validade jurídica.

Para mais informações Clique aqui

 

Sem produtos cadastrados.